Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



(73)

12.11.12

"Eu sei que algures, mais adiante na minha vida, hei-de encontrar quem esteja em casa à minha espera quando eu chegar. Sim, eu sei, está escrito, é sempre assim. Mas era agora que eu queria não sentir este vazio, não te sentir tão distante, tão longe do deserto. Queria só dar um sentido à nossa viagem. Já sei, já sei que nada dura para sempre - só as montanhas e os rios, meu sábio. Mas o que fomos nós um para o outro: apenas companheiros ocasionais de viagem? Com o tempo contado, com tudo previamente estabelecido e com prazo de validade previsto à partida? Foi só isso, diz-me, foi só isso o nosso encontro? Não ficou mais nada lá atrás, não deixámos nada de nós os dois no deserto que atravessamos?"

 

No Teu Deserto, Miguel Sousa Tavares, p. 111

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


Posts mais comentados