Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



(9)

20.10.11

"- Por que resistes? - perguntou Joan.

- Quê?

- Porque resistes? - repetiu ela.

- Não resisto... porque razão o faria?

- Não sei. Alguma coisa, no teu íntimo, está fechada, e não queres deixar ninguém entrar.

- Vamos beber mais um pouco - disse Ravic.

- Sou feliz e gostaria que também o fosses. Sou completamente feliz. Desperto contigo e durmo contigo. Não tenho consciência de mais nada. A minha cabeça é feita de prata quando penso em nós, e, por vezes, assemelha-se a um violino. As ruas estão cheias de nós como se fôssemos música; de quando em quando, surgem pessoas a conversar, e as figuras sucedem-se como num cinema, porém, a música permanece. Para sempre."

 

Eric Maria Remarque, Arco do Triunfo, pág. 124

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:25


1 comentário

Imagem de perfil

De lostdreams a 22.10.2011 às 13:23

adorei esta parte : "As ruas estão cheias de nós como se fôssemos música; de quando em quando, surgem pessoas a conversar, e as figuras sucedem-se como num cinema, porém, a música permanece. Para sempre."

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


Posts mais comentados